DSC_0076_edited.jpg

Diarreia

Logo site.png

O que é a diarreia?

Diarreia é a evacuação de fezes de consistência mole e aquosa que acontece 3 ou mais vezes no mesmo dia. A diarreia é muito comum. A maioria dos adultos tem diarreia cerca de 4 vezes por ano. Todas as pessoas têm diarreia em algum momento da vida.

Qual a causa da diarreia?

  • Vírus.

  • Bactérias existentes nos alimentos e na água.

  •  Parasitas, como os pequenos germes que se pegam em algumas regiões.

  • Efeitos colaterais de alguns medicamentos.

  • Problemas na digestão de alguns tipos de alimentos.

  • Doenças que prejudicam o aparelho digestivo.

Há algo que possa ser feito por conta própria para melhorar?

Sim. Eis algumas coisas que podem ser feitas em casa mesmo:

  • Beber bastantes líquidos que tenham água, sal, e açúcar, como por exemplo água misturada com suco, refrigerante com sabor, e sopa de brodo. Quando se bebe bastantes líquidos, a urina deve se apresentar de cor amarela clara ou quase transparente.

  • Tentar comer um pouco de comida, como batatas, macarrão, arroz, mingau de aveia, bolachas, bananas, sopa, e vegetais cozidos. Os alimentos salgados são os mais úteis.

  • Tomar um remédio chamado loperamida (vendido com o nome Imodium®). Este medicamento é seguro para pacientes que não apresentam febre ou sangue nas fezes.

É preciso consultar o médico ou enfermeira?

Consulte o médico ou enfermeira nestes casos:
 

  • Se os sintomas não melhoram após 48 horas.

  • Nas últimas 24 horas o paciente evacuou fezes de consistência muito mole mais de 6 vezes.

  • O paciente evacuou várias vezes pequenas quantidades de fezes com sangue ou muco.

  • As fezes na diarreia estão pretas ou contêm sangue.

  • Há febre acima de 38,5ºC.

  • A barriga dói muito.

  • O paciente tem 70 anos ou mais de idade.

  • A diarreia apareceu após terminar os antibióticos.

  • O corpo perdeu muita água.
     

É o que se chama de desidratação, e os principais sintomas são:
 

  • Evacuação muito frequente com fezes de consistência aquosa.

  • Muito cansaço.

  • Sede.

  • Sensação de boca ou língua seca.

  •  Cãibras musculares.

  • Tonteira.

  • Confusão mental.

  • Urina muito amarela, ou não sentir necessidade de urinar por mais de 5 horas.

É necessário fazer algum exame?

Muitas pessoas não precisam de nenhum exame, mas é possível que o médico solicite:
 

  • Exame de sangue.

  • Exame de urina.

  • Exame de fezes.
     

Estes exames podem comprovar se o paciente tem uma infecção e, caso tenha, de que tipo. Os exames podem também verificar se o paciente está desidratado.

Como se trata a diarreia?

O tratamento vai depender da causa da diarreia. Talvez nenhum tratamento seja necessário. Caso seja necessário, o médico poderá receitar:
 

  • Antibióticos – Antibióticos são remédios que combatem as infecções.

  • Medicamentos que combatem a diarreia, como a loperamida (vendida com o nome de Imodium®), o difenoxilato (vendido como Lomotil®), ou o subsalicilato de bismuto (vendido como Pepto-Bismol® ou Kaopectate®).

  • Soro intravenoso. O soro é introduzido na veio por um tubo fino e pode ajudar nos casos de desidratação grave.

  • A suspensão de algum medicamento que o paciente já toma.

  • Mudanças na dieta do paciente.

A diarreia pode ser evitada?

As chances de se ter diarreia podem ser diminuídas com as seguintes medidas:

  • Lavando-se bem as mãos depois de trocar fraldas, cozinhar, comer, ir ao banheiro, colocar o lixo para fora, tocar animais, e assoar o nariz.

  • Evitando sair até se sentir melhor.

  • Prestando bastante atenção às comidas ingeridas. Algumas dicas:

  • Não beba leite não pasteurizado ou alimentos feitos com ele

  • Lave bem as frutas e legumes antes do consumo

  • Mantenha a geladeira abaixo de 4ºC e o freezer abaixo de -18ºC

  • Cozinhe bem os alimentos e frutos do mar

  • Cozinhe os ovos até as gemas ficarem bem firmes

  •  Lave as mãos, facas e a tábua de cortar após o contato com alimentos crus.